quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

aprender.

nesse ano aprendi a tentar
aprendi a errar quase com convicção
aprendi a escutar mais
aprendi que talvez eu tenha que aprender muito mais ainda

aprendi que dá, sim, para esperar
esperar, esperança

aprendi que mesmo que a gente faça tudo,
mas tudo errado,
a vida continua
não pára, não

aprendi que dá pra viver com carinho
com amor
compreensão

aprendi que o silêncio nem sempre significa falta de atenção
aprendi que o carinho se dá onde a gente quase nem vê
e que é preciso muita sutileza para enxergar bem
para conseguir entender seus caprichos
e seus desejos

aprendi que muitas vezes
a gente tem que deixar pra lá
e que outras tantas vezes
a gente nunca pode deixar, muito menos pra lá

aprendi que quando as pessoas ficam mais fracas ao nosso redor
quando elas caem
quando elas precisam de nós
elas precisam que a gente faça por elas
o que elas necessitam
e não simplesmente o que a gente acha certo

aprendi que com as palavras dá pra ir muito além
mas que com o olhar certo
com o beijo certo
com o toque certo
com o abraço certo
dá pra nunca ter limites
ir mais que o próprio horizonte

aprendi que por mais que alguém tenha feito a gente sofrer
esse alguém também nos fez sorrir
nos fez realmente
aprender

e eu aprendi
aprendi
aprendi

nossa
parece que passei este ano todo quase que estudando a vida
quase que numa experiência mirabolante
de ir vivendo
errando
fazendo
acertando

ou seja: aprendendo.

sobre natal.

preciso ter uma conversa séria com esse tal papai noel...
ele passa muito tempo longe
e quando volta
está em todos os lugares!

dois conselhos para 2010.

de um cartão que eu fiz para quem amo:

para 2010

1. não se preocupe com bobagens
2. tudo é bobagem

ok? estamos combinados?

aprendi com a bossa nova.

a vida é pra valer
a vida é pra levar

500 days of summer


- 500 days of summer -
Cinema de papeis invertidos
Ou
Como ver as coisas completamente diferentes
Ou
Questionar-se sobre a distância entre as suas expectativas e a realidade

Na verdade quanto menor essa distância
Menos frustrações
Menos confusões emocionais
Menos problemas
Mas... E agora?

a metáfora das ondas.

As ondas na beira do mar
Surgem enormes
Chega a dar medo
A gente fica olhando

Esperando que cheguem
Derrubem tudo
Acabem com a escultura na areia

Fica com medo,
Continua com medo
Acaba saindo dali
E não espera elas chegarem

E não vê que quando elas realmente chegam
Chegam mais lentas
Com menos intensidade
Dà até tempo de reagir

Pensar
Rever

(E mesmo assim,
Quando elas acabam chegando
Com toda a força que têm

Elas vêm
E vão
Por maiores que sejam
Vão)

mas quando?


Quando foi que paramos de brincar de descobrir desenhos em nuvens?

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

mulheres...


mulheres e suas coisas
suas cores
suas roupas
seus jeitos
suas falhas
suas virtudes
seus desejos

mulheres querendo mais
mulheres...
sempre mais
demais (?)

a rainha.

quando o assunto é culpa
eu sou a rainha do mundo.

bem que podia....

existir uma chuva dos livros mais legais do mundo
chovendo sem parar
bem em cima de mim!

amar demais.


às vezes pesa.

antes e depois.

eu estava lá
agora voltei

estava lá
e aqui
e lá
e aqui

e em vários lugares
pensando muitas coisas

acho que estou confusa
muito confusa

onde que eu estou mesmo?

já que é natal.

paixão é um presente que não dá para trocar,
rasga-se a etiqueta no primeiro encontro.

carpinejar de presente de natal.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

tudo me inspira.



Hoje
Tudo me inspira
Teus olhos
Teu sorriso
Teu jeito de dormir quietinho
Teu carinho
Teu amor

Nossos momentos
Nossos planos
Nossas confissões meio sem jeito

Coisa boa é ter apenas motivos
Pra dançar de qualquer jeito
Pra sorrir o tempo todo
Não à toa
Simplesmente ser feliz
Porque a vida é isso

Inspiração.

home & love.


da série: dorme comigo...

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

é como tomar banho.

tem que ter, todo dia:

muitos amores não são correspondidos
porque não encontramos algo para devolver à altura.

carpinejar

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

origem das palavras.

será que desrespeito
veio
de alguma forma
da expressão
não te diz respeito?

egoísmo.

egoísmo é não dispensar as coisas
pelo medo de que alguém
possa aproveitá-las melhor

carpinejar

de novo.

carla bruni.

viciada em carla bruni
l'amour...

espetacular.

culpa e dúvida.

Hoje ninguém mais se pergunta
"Quem sou eu?",
todo mundo já responde:
"Não fui eu".
A culpa substituiu a dúvida.

Carpinejar

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

as formiguinhas.

agora não posso postar
preciso fazer um caminho
para as formiguinhas passarem

mais tarde eu volto!

o que você quiser.

faça o que você quiser
eu faço junto

não faça nada
eu espero você

saia sozinho
nos vemos mais tarde

ou fique comigo
eu adoro a nossa companhia

pense o que você tiver vontade
fale o que você precisar
fique em silêncio para eu lhe notar

seja bem como você é
eu aceito tudo o que vier

tudo
o que você quiser
do seu jeito
do meu jeito

do nosso jeito (?)

do jeito que vier.

bagunça das meninas.


as gurias fizeram muita bagunça no aniver da laurinha

ainda o amor.

o amor é um susto que nunca perde a graça...

carpinejar

sobre a loucura.

e tem coisa melhor que ser louco?

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

muito fã.

virei fã
muito fã
dele

Eu me vejo mais apaixonado quando não estou fazendo nada de propósito para demonstrar meu amor. O amor discreto é o mais veemente.

Carpinejar
www.twitter.com/carpinejar

e tem aqui também
http://www.fabriciocarpinejar.blogger.com.br/

los abrazos rotos.


diariamente...



entregar-se
sem pudor
vivendo
muito
a vida
com amor

sábado, 12 de dezembro de 2009

muito gata!



mais que mega especial do mundo todo inteirinho

mothers.


doce solidão

Solidão, foge que eu te encontro
Que eu já tenho asa
Isso lá é bom, doce solidão?
 
Marcelo Camelo

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

the color room


ainda...



sai de si
vem curar teu mal
te transbordo em som
poe juizo em mim
teu olhar me tirou daqui
ampliou meu ser
quero um pouco mais
não tudo
pra gente não perder a graça no escuro
no fundo
pode ser até pouquinho
sendo só pra mim sim
 
Encontro, Maria Gadú

tudo e nada.

um monte de gente
e ao mesmo tempo

ninguém.

mas...

Vê se pode?!

sem hora.



me pede um sorriso
a hora que for
eu te entrego o meu mundo

simples assim
leve assim

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

palavras coloridas.

frases
cores
palavras coloridas

=

almofadas divertidas.

aguarde.

as canecas.

eu coleciono canecas.
existem muitas delas.
não compro nenhuma,
apenas ganho de presente.

das pessoas que eu amo
que me amam
e me querem bem

cada uma tem uma história
me faz feliz de uma maneira diferente

essa semana eu ganhei duas
de duas pessoas que fazem parte de mim

obrigada.

"soprarei meus sonhos,
talvez os encontre já árvores"

tudo.

temos o mundo aos nossos pés.

não sei.

Cada um de nós nasceu para se tornar alguma coisa na vida profissional. Mas nossos planos raramente incorporam uma variável que atende pelo nome de Destino.

O Destino é aquela diferença entre o que queremos fazer da vida e o que a vida faz de nós. Por isso, todos sonhamos com o que seremos. Mas nem todos seremos o que sonhamos. E parte desse desencontro entre a aspiração e a realidade reside em nossa falta de perspicácia para descobrir, o mais cedo possível, qual é a nossa verdadeira vocação.

Se você ainda não sabe qual é a sua verdadeira vocação, imagine a seguinte cena. Você está em pé, saboreando um merecido instante de introspecção. Ali, olhando pela janela. Não há nada especial no céu, apenas algumas nuvens esparsas e esquálidas.

De repente, chega alguém que também não tem nada de útil para fazer e lhe pergunta: "Será que vai chover?" Se você responder "Com certeza", a sua área é Vendas. O pessoal de Vendas é o único que sempre tem certeza de tudo.

Se a sua resposta for "Sei lá, estou pensando em outra coisa", a sua área é Marketing. O pessoal de Marketing está sempre pensando naquilo que os outros não estão.

Se você responder "Sim, há uma boa probabilidade de chover hoje", você é de uma das muitas áreas de Engenharia, sempre disposta a transformar o Universo em números.

Se a sua resposta for "Depende", você nasceu para trabalhar em Recursos Humanos, uma área em que qualquer fato sempre está na dependência de uma série de outros fatos.

Se você responder "A meteorologia diz que não", você é de Contabilidade, a que sempre confia mais nos dados concretos do que na intuição.

Se a resposta for "Sei lá, mas, por via das dúvidas, eu trouxe o guardachuva", pode ir direto para o departamento Financeiro, que deve estar sempre preparado para qualquer virada repentina da situação.

Agora, se você responder "Não sei", há uma razoável chance de que você tenha uma carreira de sucesso e acabe chegando aos postos mais altos da empresa — estou incluindo aí até mesmo a presidência.

De cada cem pessoas, só uma tem a coragem de responder "Não sei" quando não sabe. As outras 99 sempre acham que precisam ter uma resposta pronta, seja ela qual for, em qualquer circunstância.

Elas imaginam que "Não sei" é sinônimo de ignorância, e não de sabedoria. E isso gera uma brutal perda de produtividade, porque "Não sei" é sempre uma resposta que economiza o tempo de todos, evita mal-entendidos desnecessários e predispõe os envolvidos a conseguir dados mais confiáveis antes de decidir.

Parece simples, mas responder "Não sei" é uma das coisas mais difíceis de aprender na vida corporativa. Por quê? Eu, sinceramente, não sei.




Max Gehringer - Não sei

as vontades...

muffins de chocolate.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

??

tudo que nos irrita nos outros
pode nos levar a um entendimento de nós mesmos

sei lá de quem

garotos.

seus olhos e seus olhares
milhares de tentações
meninas são tão mulheres
seus truques e confusões
se espalham pelos pêlos
boca e cabelos
peitos e poses e apelos

(...)

a mais bela.



a mais bela flor
mais
mais
mais...

inveja.

inveja não é querer o que os outros têm
é querer que eles não tenham

não sei quem escreveu
(se alguém souber, me avisa)

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

indefinido.

quem é vc,
realmente?

vontades.

o teu corpo
todo.

dormir e acordar.

Dormi sozinha
Acordei com Caetano
E a sua oração ao tempo

how old?


a gente sempre ganhando presentes da vida.

Hoje

Eu descobri que temos uma música
Eu entreguei uma flor
Eu abracei pessoas lindas
Eu me surpreendi com alguém
Eu dei boas gargalhadas
Eu saí de ônibus por aí
Eu senti o vento nos cabelos
Eu fui e voltei
Eu senti saudades
Eu fiquei com vontade
Eu olhei nos olhos
Eu amei mais que ontem

E vivi como nunca.

marcelo camelo.

menina bonita bordada de flor
eu vi primeiro...
eu vi primeiro.........

quem ama muito marcelo camelo?
eu amo.

o sabor do silêncio.



Na verdade,
O sabor do silêncio
E a busca das respostas
Sempre estiveram ali

A gente é que com o tempo
Aprende a parar de fazer tanto barulho
De buscar tão longe
Tão fora

O que na verdade está perto
Está dentro

na na na na na na....



we got the afternoon
you got this room for two
one thing I've left to do
discover me
discovering you

your body is a wonderland...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

hm, hm e hm.

frases,
cafés,
flores,
desejos,
vontades,
saudades,
ansiedades,
bilhetes,
momentos...

surpresas!

promessas.



um fato vale por um mundo de promessas.

J. Howell

civilização.

A civilização é uma multiplicação de necessidades desnecessárias.

Mark Twain

televisão.

considero a televisão uma coisa muito educativa, porque cada vez que alguém a liga na sala eu vou para o quarto ler um livro...

não sei quem escreveu.

da manhã.

e para encerrar esta manhã,
sobre criatividade:

A criatividade consiste apenas em perceber o que já está lá.
Sabia que os sapatos direito e esquerdo só foram inventados há pouco mais de um século?

Bernice Fitz-Gibbon

alegria.

Adormeci e sonhei que a vida era alegria,
despertei e vi que a vida era serviço,
servi e vi que o serviço era alegria.

Tagore

aristóteles.

eu sei que é segunda
e tá chovendo

mas pensa bem:

"Sê senhor da tua vontade e
escravo da tua consciência."
Aristóteles

e agora querer.

de brincadeira com as palavras
agora querer...

benquerer
entrequerer
maisquerer
malquerer
requerer

te querer
mesmo
sem querer

formando o amor.

mudando uma letra
e juntando
a dor

aparece de surpresa
o amor!

linda.

linda,
poeta no meu coração.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

diary.



tipo um diário
uma forma qualquer
uma caneta qualquer
um lugar qualquer
qualquer coisa
qualquer

pra escrever o que se quer
não esquecer o que se quer

uma coisa qualquer
mas não de um jeito qualquer

tudo.

beijos,
sorrisos,
amor,
alegria.

bem assim.
tudo para vc.

supermercado.

amora
framboesa
morango
maçã

mel
chocolate
doce de leite
leite condensado

hm,
adoro muito
ir ao supermercado

what to wear.


the book tower.


then kiss me.


paris fashions.


algo me chama
em paris...

viva italia.


ainda.

outra frase da mesma música
que vive dentro de mim

"e se o caso for de ir à praia
eu levo essa casa numa sacola"

eu ganhei uma casa
numa sacola
num domingo lindo
passeando pelo brique

a minha TV.


E só de te ver
Eu penso em trocar
A minha TV
Num jeito de te levar
A qualquer lugar
Que você queira
E ir onde o vento for
Que pra nós dois
Sair de casa já é se aventurar
Último Romance, Los Hermanos

pequeno diálogo bem grandão.

- mas, e aí?? o que vc quer?
- quero te ver todos os dias.

relacionamentos.

todo mundo tem que ler
umas vinte vezes

http://www.assimfaloudenardi.com/2009/11/0-false-18-pt-18-pt-0-0-false-false.html

por Daniel De Nardi.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

samba e amor.


eu faço samba e amor
até mais tarde
e tenho muito sono de manhã

nham, nham.

bolachinhas
quadradinhas
gostosinhas
de maisena
da vovó

garopaba, de novo.

fui.
preciso resolver uns problemas na praia.

eu disse...



As coisas não mudam,
Nós mudamos.

Henry David Thoreau

sobre ter razão.



Tenho prazer em ser vencido
quando quem me vence é a razão,
seja quem for seu procurador.

Fernando Pessoa

eu espero.


eu sempre digo que o tempo não para
e essa coisa toda
de fazer acontecer

mas eu também espero
(ou estou aprendendo a esperar)
e vou esperar muito
o tempo que for
sem doer

grande promessa
uma pessoa incrível
que eu quero ter de volta por perto

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

um, dois, ...

O maestro
O malandro
O poeta

os sonhos



vamos dividir
os sonhos
que podem transformar
o rumo da história

vem logo
que o tempo voa como eu
quando penso em vc

Encontro, Maria Gadú

pensa bem




terça-feira, 1 de dezembro de 2009

que preguiça.



espreguiça!!!!

Ópera do Malandro

Eis o malandro na praça outra vez
Caminhando na ponta dos pés
Como quem pisa nos corações
Que rolaram nos cabarés

Entre deusas e bofetões
Entre dados e coronéis
Entre parangolés e patrões
O malandro anda assim de viés

Deixa balançar a maré
E a poeira assentar no chão
Deixa a praça virar um salão
Que o malandro é o barão da ralé


Ópera do Malandro, Chico Buarque (1985)

que maravilha...

tarde demais.



É clichê, senso comum.
Todo mundo sempre diz.
Todo mundo sabe, escreve, fala e repete.

Nunca é tarde demais.
Será?
E aí?

Tarde demais. Cedo demais.
Espera o tempo passar.
Calma.
Paciência.
Tudo se resolve.

Tarde demais.
Sempre é tarde demais.

Vai logo.
Faz logo.
Manda ver.

O mundo não para mesmo.
O tempo, menos ainda.

Vai logo.
Vai sorrir, vai brincar, vai fazer.
Vai amar,
Sem cansar.
Sem temer.

Não manda dizer, vai lá e diz.
Diz que ama, diz que quer, diz que não dá, diz que dá.
Mas diz.
Vai e faz.

Sempre,
Mas sempre mesmo,
É tarde demais.
Um dia a gente vai entender.

I still believe.



nas pessoas
nas falhas
nos movimentos
na música
nas frases
nos pássaros
no sol
na simplicidade
nos sentimentos

no perdão
no amor
na amizade

eu vou continuar
acreditanto