sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

mega bom.

saiba que o simples perfume de uma flor
pode vir a ser um grande amor na sua vida...

(sorri, sou rei)

tudo e o amor.



o mar à noite inspira.
o barulho das ondas inspira.

flores, natureza, cores.
beleza, sinceridade, carinho.
tudo isso inspira.

mas acima de tudo

o amor
suspira.

re _ _ _ _ _

revelar
relevar

(?)

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

domingo, 21 de fevereiro de 2010

amor, amor, amor.

um pouco daqui.






pra ser feliz basta apenas querer.
e eu quero.
ah, se quero...

sol e carpinejar!

Só converso com as ruas que me levam para casa.
12:01 PM Feb 18th da web

Basta deixar um livro aberto e até o vento lê. Só o homem mesmo para ter preguiça de virar as páginas.
7:56 AM Feb 18th da web

carpinejando antes da praia, que maravilha...

um pouco de mais clarice para viver feliz.

Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas, nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.

Clarice Lispector

love pinups!

que delícia...

hoje acordei muuuuuuito mimada.

encontros e desencontros.

parece que hoje houve uma despedida dentro de mim...

estrelas cadentes...

a partir de hoje
a lua e as estrelas (cadentes)
também me inspiram
muito.

cores!

nunca antes uma noite no escuro
tinha sido assim tão colorida!

sábado, 20 de fevereiro de 2010

da biblioteca.

em breve...


Não havia característica que Clarice Lispetor mais quisesse perder do que o local de nascimento. Por essa razão, a despeito da língua que a prendia lá, a despeito da honestidade por vezes terrível de sua escrita, sua reptuação é de ter sido um tanto mentirosa. Mentiras inocentes, como os poucos anos que tendia a subtrair de sua idade, são vistas como coqueterias de uma bela mulher. No entanto, quase todas as mentiras que contou tinham a ver com as circunstâncias de seu nascimento.

Em seus escritos publicados, Clarice estava mais preocupada com o sentido metafísico do seu nascimento do que com as reais circunstâncias topográficas dele. Ainda assim, essas circunstâncias a perseguiam. Em entrevistas, ela insistia que não sabia nada sobre o lugar de onde vinha. Nos anos 60, deu uma entrevista ao escritor Renard Perez, a mais longa que jamais concedeu; o amável e cortês Perez certamente a deixou à vontade. Antes de publicar a matéria, ele a submeteu à aprovação de Clarice. A única objeção que ela fez foi à primeira frase: "Quando, logo após a Revolução, os Lispector decidiram emigrar da Rússia para a América...". "Não foi logo após! Foi muitos, muitos anos depois!", protestou. Perez acatou, e a matéria publicada começava assim: "Quando os Lispector resolveram emigrar da Rússia para a América (isso muitos anos depois da Revolução)...".

E ela mentia sobre a idade que tinha quando veio para o Brasil. Numa passagem já citada aqui, ela usa o itálico para enfatizar que tinha apenas dois meses de idade quando sua família desembarcou. Tinha mais de um ano, porém, como ela bem sabia. É uma pequena diferença - era muito nova, de todo modo, para se lembrar que qualquer outra pátria -, mas é estranha a sua insistência em rebaixar a idade até o mínimo verossímil. Por que se dar ao trabalho?

Não havia nada que Clarice Lispector desejasse mais do que reescrever a história do seu nascimento. Em anotações pessoais redigidas quando estava na casa dos trinta e morando fora do país, ela escreveu: "Eu estou voltando para o lugar de onde vim. O ideal seria ir até a cidadezinha na Rússia e nascer sob outras circunstâncias". O pensamento lhe ocorreu quando estava quase caindo no sono. Sonhara que tinha sido banida da Rússia num julgamento público. Um homem diz que "só mulheres femininas eram permitidas na Rússia - e eu não era feminina". Dois gestos a traíram inadvertidamente, explica o juiz: "1o.: eu acendera meu próprio cigarro, mas uma mulher fica esperando com o cigarro até que o homem acenda. 2o.: eu mesma tinha aproximado a cadeira da mesa, quando deveria esperar que ele fizesse isso para mim".

Então foi proibida de retornar. Em seu segundo romance, talvez pensando no caráter definitivo de sua partida, ela escreveu: "O lugar onde ela nascera - surpreendia-se vagamente de que ele ainda existisse como se também ele pertencesse ao que se perde".

Trecho de "Clarice," de Benjamin Moser

clarice lispector na cabeceira.

eu ando sempre na contramão.

super.

super descobrindo
lugares,
pessoas,
flores,
momentos e alegrias.

super mari.

e um luau na beira da praia.

praia da pinheira.

esse pequeno pedaço de paraíso
agora vai ser meu pra sempre.

amar...

se...

se vc estivesse aqui...
teria sido tudo diferente?

caos, se for pra ser.

eu quero uma vida com intensidade.
loucuras, desejos, mudanças.

o que está igual ao que sempre foi não me interessa.
tudo que ficar parado esperando me cansa.

eu quero muito mais.

realidade?

nossos sonhos na beira do mar...
são reais???

conselhos de clarice lispector.

uma revolta

quando o amor é grande demais torna-se inútil: já não é mais aplicável, e nem a pessoa amada tem a capacidade de receber tanto.
 
fico perplexa como uma criança ao notar que mesmo no amor tem-se que ter bom senso e senso de medida.
 
ah, a vida dos sentimentos é extremamente burguesa.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

eu levo sim!

lavagna, quero te levar pra lá...

quando o inverno voltar.

paisagens

natureza

chimarrão

flores

serra da canastra, 2009
demais...

boas lembranças



carnaval em veneza, 2006.

future

something like freedom

(...)

i like it

(...)

nham, nham, nham.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

a arte do amor

O amor é a arte do fiado. Não há como ter certeza do fundo.

carnaval passou e eu continuo carpinejando... muito.

-

me ganha?

pravc.

be the butterfly.
always fly.

muitas saudades...

eu e o buddy estamos chorando de saudades de vc.
volta pra nos dar colo de novo?

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

inutilidade nada pública.

agora eu tenho as unhas do shrek!!!!!!!

eu disse ontem!!!!!!

uma das frases que mais me tiram a alegria de viver é:

não te preocupa
não precisa
não faz diferença
não tem problema

ou sei lá qual desses sinônimos...

e a continuação: a gente tem a vida pela frente, tem tempo amanhã, semana que vem, na vida que vem.

NÃO!!!!!!!!

não tem tempo futuro, tem tempo presente.
não tem amar amanhã, cozinhar amanhã, telefonar amanhã.

aqui em casa só tem hoje.
hoje é o dia certo pra qualquer coisa.
(principalmente para aquelas que você sabe que tem que ser feitas hoje)

e pra ilustrar

"morda a vida com vontade.
não deixe o melhor para o final.
coma-o logo
a vida é curta demais"

de um livrinho mto amado chamado a vida é bela

e não é, hein?

generosidade, sim.

"tudo o que não é dado é perdido"

provérbio indiano

cansaaaaaaada!

oh céus, nunca me senti tão cansaaaaada.
ainda bem que tem praia por aí...

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

céu!

tem mais gente
além de mim
que adora o céu da cidade
em dias como esses

espetacular, muito espetacular.

um bom café.

eu convidei, eles vieram
mario quintana e machado de assis
tomaram café comigo hoje

amei.

about money, baby.

nesta semana estou fazendo um curso da XP investimentos, chamado “aprenda a investir na bolsa de valores”. muito legal. pra quem pretende investir, pra quem quer apenas aprender... vale muito.

em março está agendado o “finanças pessoais”, que eu acredito ser a base pra quem pretende um dia investir na bolsa. tem tudo aqui, pra quem quiser.

o interessante é existe um tripé que sustenta o sucesso de quem entra nesse mundo de números e investimentos.

então, as bases são: análise (do cenário, das empresas, de gráficos, etc etc etc), gestão do dinheiro (o que tem tudo a ver com a tal organização de finanças pessoais antes de tudo) e controle emocional. o mais importante, by the way. controle emocional, que na verdade regula tudo na vida da gente, né.

como disse na tradução de filtro solar nosso amigo pedro bial...

às vezes se está por cima,
às vezes por baixo.
a peleja é longa e, no fim,
é só você contra você mesmo.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

hm!

hm, elogio às quatro da tarde...
hm!

música e coisas legais.

da série coisas legais que a gente vê nos blogs por aí, tem mais uma incrível:

esse casal de namorados grava músicas e vai mostrando, ao longo do vídeo, todos os passos da gravação.
é como se o original fosse o próprio making of.

adorei! (principalmente la vie en rose, quando eles estão sentadinhos batendo as mãos, um amor)



tem mais deles aqui

cores, fotos e praias.

de minissaias
cores e amores
beijos e abraços
sorrisos no rosto
beleza e prazer
estamos indo
apenas começando!

fê-fê-fê

eu sonhei com o nosso carnaval
ai, como é bom te ter por perto.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

hoje lá em cima.

o sol indo embora
e colorindo meus olhos

ah...
que vontade de estar contigo,
só contigo...

o livro dos haicais

esse é um dos futuros habitantes da minha biblioteca

enquanto ele não chega,
um pouquinho mario quintana aqui

"melancolia: maneira romântica de ficar triste."
"vale a pena viver... nem que seja para dizer que não vale a pena."

enxergar além.

abrindo (e muito) meus horizontes...
com certeza daqui a pouco eu mudo tudo.

por quê?

por que eu me entrego
tão intensamente
em todas as coisas que faço?

uma biblioteca nos meus sonhos.

existe uma biblioteca inteirinha nos meus sonhos
enquanto isso, existe uma menorzinha no meu quarto

aos poucos vou colocar aqui os livros que fazem parte delas




esse aqui ao lado é o primeiro, último livro que comprei semana passada vindo de SP... um livro incrível, sobre tempo e dinheiro, escrito por dois especialistas no assunto. já comecei a ler, em breve posto algum trecho aqui.

eu tinha que copiar.

dizem que tudo que é bonito é pra se mostrar
e pra rimar eu acho que tudo que é legal a gente tem que copiar
(avisando de onde, claro)

portanto

segue o que disse essa menina linda que eu amo hoje no blog dela

"para o amor:
liberdade e segurança. se faltar um dos dois, a casa cai."

ana flores, aqui

triste assim.

a tristeza só não é mais tristeza
porque falta espaço

essas coisas.

por que será que todas essas coisas
que tornam à minha mente
me fazem acreditar
que eu não deveria seguir em frente?

o que fazer?

podemos até estar olhando o mesmo por do sol
mas nossos olhares e nossas sensações
nosso jeito de levar a vida e fazer escolhas

serão sempre completamente diferentes...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

estranha, a dor.

É estranha a dor
De querer alguém
O tempo todo
Por inteiro
E esse alguém
Querer apenas outro alguém

é.

toda briga acontece pelos motivos errados.
porque ninguém tem coragem de dizer quais são os verdadeiros motivos.

carpinejar

hm, adorei!

não há tempo perdido, há tempo descuidado.

carpinejar

o nosso pior.

Quando alguém conhece nosso pior e se apaixona por ele,
daí é que ficamos com vontade de melhorar.

6:18 AM Feb 5th from web
 
hoje vou trabalhar
e carpinejar
muito!

alicia keys

dormi e acordei assim

no mar.

eu não consigo tirar você da cabeça
te conhecer foi viver uma cena de sonho

eu disse a verdade que é pra que você não esqueça
da luz encantada que brilhou por nós pela noite
 
no mar, natiruts
 
 
.
.
.
 
 
é pra lá que a gente vai
é no mar que a gente vai
esquecer de toda a dor
e curtir o nosso amor

friendship

true friendship
no matter the distance
never ends

saudades.

eu estava com saudades das minhas madrugadas...

domingo, 7 de fevereiro de 2010

de novo...

agora.

o coração tenta voar lá para o céu


mas agora meus pés precisam ficar no chão

mudanças...

um amigo me disse
com toda a razão:

a única coisa certa na vida
é a mudança

meio beatles.

muitos "why"
e nenhum "because"

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

quando aprendo.

eu aprendo geralmente
nos momentos
em que menos imagino
estar aprendendo...

pré-ocupar-se.

não dá pra fazer das pré-ocupações
constantes preocupações.

é muito bom!

Mestre,
como é bom ter você tão perto...
e ter amigos queridos
e gente sorrindo
feliz da vida...

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

não precisa falar mais nada.

método derose, ativar!

aula da prof mais querida do mundo à luz de velas.
hm, que máximo.

sobre hoje.

hoje muita coisa me inspirou
umas risadas, companhia gostosa

um elogio quase sem querer
de alguém que amo muito nessa vida

e sigo assim...

mais leve
a cada dia

me leve mais
a cada dia.

muito, por cris guerra, de novo.

Muito.

O que ela quer é falar de amor. Fazer cafuné, comprar presente, reservar hotel pra viagem, olhar estrela sem ter o que dizer. Quer tomar vinho e olhar nos olhos. Ela quer poder soprar o que mora dentro, o que não cabe, que voa inocente e suicida. Ela quer o que não tem nome. Quer rir sem saber de quê, passar horas sem notar, quer o silêncio e a falação. Ela quer bobagem. Quer o que não serve pra nada. Quer o desejo, que é menos comportado que a vontade. Ela quer o imprevisto, a surpresa, o coração disparado, o medo de ser bom. Quer música, barulho de e-mail na caixa, telefone tocando. Ela tem muito e quer mais. Quer sempre. Quer se cobrir de eternidade, quer o oxigênio do risco pra ficar sempre menina. Ela quer tremer as pernas, beijo no ponto de ônibus e a milésima primeira vez. Quer cor e som, lembrança de ontem, sorriso no canto da boca. Ela quer dar bandeira. Quer a alegria besta de quem não tem juízo. O que ela quer é tão simples. Só que ela não é desse mundo.

veio daqui

aninha, quando li pensei em você.

Já pensou?

Já parou pra pensar que você é sua própria estilista?
Que ao acordar você se prepara para um desfile diário, voluntário ou não, e ao se vestir faz suas escolhas?
Já parou pra pensar que, assim como o estilista elege cores, formas, texturas, estampas, você seleciona as suas entre o que está disponível por aí?
Que, como os estilistas, você também é influenciada pelo mundo que está à sua volta e pelo seu próprio humor, pelas alegrias e tristezas, dias de tédio ou paixão?
Que ao fazer uma simples combinação de cores, texturas, estilos, você está mostrando a sua forma de ver a vida?
Já parou pra pensar que a moda pode ser futilidade quando dela somos escravos, mas pode ser arte quando a usamos como forma de expressão?
Que a escolha de uma roupa para vestir não precisa se pautar por ela ser ou não tendência, mas por combinar ou não com você?
Já parou pra pensar em novas combinações para velhas peças?
Já parou pra pensar que tem dias que a gente é criativo e, em outros, alguém já foi criativo por nós, e isso facilita?
E que nessas horas você veste a sua admiração por um artista?
Já parou pra pensar que o seu guarda-roupas é a sua coleção?
Que a moda pode ter tanta inspiração quanto um quadro, uma escultura, uma música, um filme?
Que a moda pode ser arte andando por aí?
Já parou pra pensar nisso?
Eu já.
 
by Cristiana Guerra em Hoje Vou Assim

do amor e ponto


faz tempo que eu admiro muito a cristiana guerra
como todo mundo,
chorei ao começar a ler sua história
e como todos também
vibrava, sorria e me emocionava
a cada palavra sua que lia

ela é incrível
(o livro dela também)

você tem que ver mais

tem coisas aqui
e mais várias aqui

faltava carpinejar um pouco.

"liberdade na vida
é ter um amor pra se prender"

ele mesmo, no blog

norah jones pro dia de hoje.


eu lembro de uma sexta-feira chuvosa
no centro de porto alegre
num dos meus restaurantes preferidos

ai, ai, ai...
lindas, essas coisinhas, não?

bailei na curva.


ontem eu bailei na curva,
tava demais.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

um decreto universal.

não me interessa mais nada
que não me faça sorrir.

pronto, tá decretado.

nós.

a cabeça tão cheia me fez esquecer por momentos
o incrível silêncio de quando nos apaixonamos

nós.

onde há poesia?

mas onde há poesia?

onde há amor
onde há verdade
onde houver carinho
sinceridade

onde tiver dúvida
onde houver problemas
onde não houver calma e felicidade

onde a alma se encontrar vazia
aí, então, meu amigo
definitivamente
não há poesia

bom, bom...

mandaram avisar
que o futuro está um pouco atrasado
e por enquanto
é com o presente
que a gente vai ter que se contentar

onde?

onde mesmo que a gente guarda
todas aquelas coisas
que não sabe para quem falar?

sobre poemas.

tenho pena dos poemas
que deixaram de nascer

simplesmente porque hoje em dia
quase nem dá mais tempo de viver

pensei muito (assim)

amazing.

tem mais aqui

amo dez mil vezes.

pra descontrair.

preserve o planeta terra,
ele é o único que tem chocolate!

por aí

ai, rodrigo amarante.

muito inspirada.

"eu gosto de gente que tem amor de sobra"

num blog

inspira tbm.

escuta aqui

descobri por acaso.

atrasado, mas em tempo.

clique aqui.

by lápis raro, agência de BH

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

daquele dvd de 1978.

clique.

.
.
.
.
.
.
imagine
.
.
.
.
.
.

dica

quem fotografa,
quem ama

e quem fotografa quem ama!
adorei.
 
http://www.theoneswelove.org/

o quanto eu posso adivinhar (?)

se eu peco é na vontade
de ter
um amor de verdade

retrato pra Iaiá, los hermanos

os amores.

Será que os amores trocam de corações
E aquelas belas canções
Trocam de amores...

Será que essa música hoje é nossa
E de quem será que ela já foi?

Os beijos trocam de bocas
Os olhares que se trocam
Agora são de outros amores

As virtudes, as mesmas
Os momentos não,
As cartas ficaram vazias
Os poemas esperando para serem escritos

Será que os amores trocam de corações?
Será que os amores se vão?
Onde ficaram as canções?

Se você não deixar simplesmente ir,
Não deixar partir

Não,
Então os amores não vão.

fui.

sabe pq tudo continua assim?
é vc, que não sabe ir.
deixar-se levar.
e ir, de vez.

vai (?)

amo muito.

cores.

cara nova, cores diferentes.
mesmas letras,
composições e invenções.
nada muda, na essência.
mudam as cores,
hoje e sempre,
de preferência.

ain't no lover like the one I've got.


there ain't no lover like the one I've got
ain't no lover like the one I've got
she and I and a brand new start
I gotta give all my love

all this time they had me thinking
love's a boat that's long been sinking
but you made the claim
that taking a chance is embracing the change
I count my blessings knowing you will take me home

little joy, brand new start

eu queria.


queria fugir pro vazio de mim mesma
para a minha companhia na solidão
ficar sozinha alguns instantes
esquecer o sofrimento que carrego
todas as dores do meu coração

em vc.

acordei pensando em vc.

falta pouco...

waiting for paradise...